O amanhã definido pelo hoje

Há uns tempos, no artigo “Até onde vai o amor humano?” escrevi sobre as “relações electrónicas”. Hoje escrevo sobre como estamos todos ligados e como as relações humanas podem definir o nosso amanhã.

As escolhas do presente, sempre tiveram consequências num futuro próximo. Neste momento, já não se fala em escolhas individualizadas, mas sim em escolhas coletivas. A nossa sociedade está em risco, ou pelo menos o que conhecíamos dela.

  • O que posso fazer para melhorar toda esta situação?
  • Qual é a influencia que quero ter na vida das outras pessoas?
  • Quando recordar estes momentos na minha linha do tempo, de que me quero orgulhar?
  • Qual é a mensagem que gostava de passar para os meus antepassados e para os meus sucessores?

Que tal, no ano 2020, houve uma pandemia, um vírus desconhecido espalhou-se por todo o mundo e não se sabia ao certo quem era seu portador ou não. No entanto, apesar de toda esta situação os países uniram-se todos, e juntamente com os seus povos combateram-no através de medidas que toda a comunidade cumpriu de forma consciente e responsável. No final de contas, ficamos todos mais humanistas, empáticos e autorresponsáveis pela vida.

Tudo isto depende de cada um de nós. Possivelmente um dia, olharemos para trás e percebemos que esta fase nos trouxe mais discernimento para perceber aquilo que realmente é importante nas nossas vidas.

Baseada no pressuposto que só se vive uma vez, quantas oportunidades então temos?

Esta realidade não é só minha, mas de todos nós.

Este é o nosso tempo, a nossa hora, o nosso momento! Vamos fazer o que nos compete enquanto sociedade consciente! Para que esta história seja contada com um final feliz, escolhe viver e adota as devidas precauções! Porque a nossa vida enquanto sociedade depende disso.

Fotografia: Ana Formigo

Partilhe

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mafalda Moreira
Cart Item Removed. Undo
  • No products in the cart.