Os “eus” da nossa personalidade

O ser humano por sua natureza é complexo. Segundo a “Janela de Johari” criada pelos psicólogos Luft e Ingham existem quatro áreas do nosso «eu» ou da nossa personalidade: «eu aberto», «eu secreto», «eu cego» e «eu profundo». De forma sintetizada, conhecemos algumas áreas da nossa personalidade e por outro lado, desconhecemos outras.

Figura: «Janela de Johari» (adaptado)

  • «Eu aberto»: conhecido por nós e pelos outros. Traduz-se naquilo que conhecemos em nós e que transparecemos aos outros.
  • «Eu secreto»: conhecido por nós e desconhecido pelos outros. Representa as caraterísticas que conhecemos em nós, porém, escondemos dos outros, de modo mais ou menos consciente.
  • «Eu cego»: conhecido pelos outros e desconhecido por nós. Revela as caraterísticas que os outros veem, no entanto, por um lado nós não vemos ou por outro não queremos ver.
  • «Eu profundo»: desconhecido por nós e pelos outros. Corresponde às caraterísticas mais profundas, com dificuldade acrescida no seu acesso, relacionado com o inconsciente.

Quando conhecemos uma pessoa pela primeira vez, a área do «eu aberto» é diminuta, ao passo que as áreas do «eu secreto» e do «eu cego» são mais ou menos extensas.

Qual dos quatro “eus” tens mais desenvolvido? 

 

Partilhe

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mafalda Moreira