Quociente emocional qual a sua utilidade?

Quando as emoções falam, as horas a fio de estudos intensivos, ou até mesmo o canudo, parece não ter grande valor nestas alturas.

A questão que se coloca é: “Como pode alguém tão inteligente fazer uma coisa tão irracional, tão perfeitamente estúpida?” A resposta é simples: “a inteligência académica tem pouco a ver com a vida emocional” (Goleman, 2019, p.45).

Quociente de inteligência (QI) é muito diferente de quociente emocional (QE). Saber lidar com as frustrações do dia a dia, ter vínculos sociais saudáveis, gerir as emoções são competências associadas ao segundo parâmetro.

Ser o melhor aluno de uma disciplina, só significa que tem um desempenho excelente em determinadas tarefas que são medidas por notas. Não quer isto dizer que seja bem-sucedido na sua vida (Goleman, 2019).

As comunidades são munidas por ideologias, preconceitos, estereótipos, crenças, entre outros. As crianças crescem no meio de lacunas tanto ao nível das áreas das competências sociais como emocionais (Goleman, 2019). Conceitos como a empatia, altruísmo, literacia emocional, satisfação com a vida, são negligenciados em diversas áreas.

O intuito ao aplicar e desenvolver a inteligência emocional nos distintos meios, surge para auxiliar os alunos e agora mais do que nunca toda a comunidade a transformar crises pessoais e desafios da vida (como o momento presente), em lições de competência emocional (Goleman, 2019).

Com isto, é necessário salientar que estes esforços devem ser realizados em conjunto (entre os vários intervenientes na educação da criança) e não de forma díspar, isto significa, associar a escola, os pais e toda a comunidade envolvida.

Em suma, para que ocorra um desenvolvimento a nível da literacia emocional é fundamental desenvolver e aplicar os vários desafios da vida quotidiana numa aprendizagem emocional (Goleman, D., 2019).

Referências:
Goleman, D. (2019). Inteligência Emocional (18ª Edição). Maia: Temas e Debates.

Partilhe

Comments

  1. Não tinha a nocão que se media o quoficiente emocional, a maior parte das pessoas falam do QI (quoficiente de inteligencia). Fiquei muito satisfeita com o artigo.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mafalda Moreira
Cart Item Removed. Undo
  • No products in the cart.